TAP. Refeições na classe económica ficam reduzidas a snacks

Os passageiros da TAP que viajem em classe económica nos voos de médio curso da companhia – como Paris e Barcelona – vão passar a ser diferenciados nas refeições, segundo uma nota emitida pela empresa liderada por Antonoaldo Neves e citada pelo “Expresso”.

A novidade entra em vigor a 27 de Outubro. A TAP vai dividir a classe económica em dois – a “economy” e a “economyXtra” -, sendo que a primeira estará nos assentos verdes e a segunda nos vermelhos, e as refeições serão distintas. Os passageiros em assentos verdes só terão direito a um snack (batata frita e/ou pastel de nata) e a bebida (vinho, refrigerantes, café, água e/ou sumo).

Já os assentos vermelhos, terão direito a comida quente nas refeições principais, apenas em voos de duração superior a uma hora e 45 minutos.

Também nessa classe (EconomyXtra) haverá diferença consoante a duração do voo. Os mais curtos poderão escolher entre wraps, frutos secos e fruta fresca. Aqueles que duram até quatro horas vão já ter pequeno-almoço com iogurtes, fruta e croissant e, nas horas de lanche, sandes e wraps, com pastelaria, queijo e bolachas. Aqueles que se estendem entre quatro e quatro horas e meia vão ter refeições quentes e pequeno-almoço incluído.

Esta diferenciação na classe económica da TAP só acontecerá nas rotas operadas por Airbus.

Em declarações ao “Expresso”, a empresa defende que «o objectivo desta evolução foi criar um produto com valor acrescentado para os passageiros, aumentando a flexibilidade na escolha da forma como cada um pretende viajar». «Ajustamos os serviços em terra e a bordo consoante cada tarifa. Nenhum passageiro deixará de ter refeição a bordo, apenas passar-lhe-á a ser oferecido um produto adequado à tarifa escolhida», acrescenta.

A TAP, recorde-se, é detida em 50% pela Parpública, em 45% pela Atlantic Gateway e em 5% pelos trabalhadores.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nescafé Dolce Gusto abre casa pop-up só para amantes de café
Automonitor
SEAT Mii electric quase a chegar