Tabaqueira quer “futuro sem fumo”. É confuso? Diretor-Geral explica

Marcelo Nico, Diretor-Geral da Tabaqueira falou durante a 21ª Conferência Executive Digest sobre as principais inovações no setor, onde tiveram um papel fundamental para a mudança de paradigma na procura de um “futuro sem fumo”.

“Apostamos na ciência para inovar e transformar os nossos produtos rumo a um futuro melhor”, referiu o Diretor-Geral da Tabaqueira, sublinhando que o objetivo é querer um mundo sem fumo, com alternativas baseadas em desenvolvimentos e inovações da empresa que possam substituir os cigarros tradicionais.

Para tal, a Tabaqueira conta atualmente com um centro de desenvolvimento na Suíça onde trabalham 400 cientistas que desenvolvem alternativas ao cigarros tradicionais, num investimento de 600 milhões de euros para a empresa.

Questionado pelos leitores da Executive Digest sobre o papel da Tabaqueira no binómio saúde/tabaco, Marcelo Nico sublinhou que é importante o diálogo com os reguladores e a sociedade porque existem alternativas que estão a ser desenvolvidas neste setor.

“Mesmo uma indústria como a nossa tem oportunidade de utilizar a ciência e apostar na sustentabilidade”, destacou o Diretor-Geral da Tabaqueira.

Exemplo disso mesmo é a marca IQOS que foi considerado pelos reguladores como um produto com um risco modificado com respeito aos cigarros tradicionais, pelo que pode ter um impacto positivo na saúde dos fumadores-

No que respeita à responsabilidade ambiental da empresa, Marcelo Nico destacou que atingiram este ano o certificado de neutralidade carbónica na sua primeira fábrica em Sintra, graças a uma diminuição de 48% no desperdício de água, de 40% em energia e de 71% em emissões de carbono.

“Não mudamos só a nossa produção mas também a indústria inteira”, sublinhou.

Decorre hoje no Museu do Oriente em Lisboa, a 21.ª Conferência Executive Digest com o tema “Desafios e Oportunidades – na Economia Pós-Covid”. Neste evento, 12 presidentes, CEOs e gestores subirão a palco para traçar possíveis caminhos para o futuro dos negócios e da economia em Portugal.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.