Suíça recebeu mais de 3 toneladas de ouro da Rússia em maio. É o primeiro carregamento desde a invasão da Ucrânia

A Suíça voltou a importar ouro à Rússia pela primeira vez desde a invasão da Ucrânia, a 24 de fevereiro de 2022.

Segundo avança a ‘Bloomberg’, que teve acesso a dados alfandegários, foram enviadas mais de três toneladas de ouro da Rússia para a Suíça em maio, o que representa cerca de 2% das importações de ouro para o centro principal de refinação.

A decisão da Suíça de voltar a importar ouro do país pode mudar a perceção de outros países sobre o recurso russo, depois de a maioria dos refinadores terem dito que não iriam recorrer a este novamente.

No entanto, nunca houve uma proibição real de o metal russo ser processado por outras refinarias. Só na Suíça há quatro grandes refinarias de ouro que lidam com dois terços de todo o ouro do mundo, explica a publicação.

Esta notícia é avançada no mesmo dia em que se falou que o ouro pode estar entre os próximos ativos a serem alvos das sanções europeias contra a Rússia, revelou um documento preliminar.

Tendo em conta que é um ativo crucial para o Banco Central da Rússia, um porta-voz do embaixador dinamarquês na UE disse que a Dinamarca sugeriu incluir o ouro nas próximas sanções. Uma fonte explicou à agência de notícias que a Comissão Europeia está a trabalhar na forma de acrescentar o ativo numa próxima ronda, mas ainda não é claro se as sanções poderão vir a proibir as exportações para a Rússia, importações da Rússia ou ambas.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.