Sonae Capital vende ativos hoteleiros em Tróia mas mantém a gestão

A Sonae Capital vendeu um conjunto de ativos hoteleiros em Tróia, no concelho de Grândola, mantendo a exploração do negócio, numa operação cujo valor não foi revelado, anunciou hoje a JLL, que mediou o processo.

“A Sonae Capital, através das suas participadas, vendeu um conjunto de ativos hoteleiros em Tróia, tendo a operação sido mediada pela equipa de Hotel Advisory da consultora JLL”, lê-se no comunicado enviado pela imobiliária, que refere que se trata de “uma das maiores operações de investimento imobiliário em hotéis realizada no mercado português desde o início do ano”, mas sem adiantar o nome do comprador nem o valor do negócio.

Em causa estão o Aqualuz Tróia Mar&Rio e o The Editory By The Sea Tróia-Comporta, que pertencem ao Tróia Resort, na península de Troia, concelho de Grândola, distrito de Setúbal.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da Sonae Capital disse que o valor do negócio não é público.

A The Editory Hotel, unidade de negócio da Sonae Capital, vai manter a gestão daqueles ativos, uma vez que, segundo a mesma fonte, se tratou de uma operação de ‘sale and leaseback’, uma transação na qual uma empresa vende a sua propriedade e, em seguida, arrenda essa mesma propriedade.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.