pub

Sob pressão. República Checa avança para estado de emergência na segunda-feira e Eslováquia pode acompanhá-la

O Governo checo anunciou que o país vai entrar em Estado de Emergência a partir de segunda-feira para travar a propagação da Covid-19. A Eslováquia, país vizinho, pode ir pelo mesmo caminho.

Trata-se de uma medida que permitirá reduzir a dimensão dos ajuntamentos e eventos, no sentido de contrariar o rápido aumento de casos de Covid-19 que se tem vindo a registar na República Checa.

Anteriormente, o ministro da Saúde, Roman Prymula, disse que o Governo iria declarar o Estado de Emergência durante 30 dias, e pelo menos durante as primeiras duas semanas limitaria os ajuntamentos a 20 pessoas ao ar livre e 10 pessoas em espaços interiores. Anunciou também a proibição de público em eventos desportivos, o encerramento de escolas secundárias, e o recrutamento de estudantes de medicina para ajudar nos hospitais durante, pelo menos, 14 dias.

Desde o início da pandemia, a República Checa já registou mais de 67 mil infecções e 636 mortes por covid-19, segundo dados da universidade Johns Hopkins.

Durante a Primavera, na fase inicial da pandemia, o país lidou bem com os surtos, mas ultimamente tem registado um aumento significativo de novos casos confirmados.

Antes dos meses de Verão, o Governo checo decidiu suspender praticamente todas as restrições impostas durante a primeira fase da pandemia. Agora, com o aumento de casos voltou a apertar algumas restrições.

Na semana passada, o ministro da Saúde da República Checa, Adam Vojtěch, demitiu-se na sequência do grande aumento de infecções. Vojtěch afirmou que a sua atitude deveria criar espaço para uma nova abordagem à pandemia, de acordo com a Associated Press.

A Eslováquia poderá seguir o mesmo caminho. O país, com 5,5 milhões de habitantes, atingiu esta terça-feira o maior número de casos diários desde o início da pandemia: 567 infecções.

O primeiro-ministro eslovaco, Igor Matovič, declarou que a “situação é extremamente séria” e que vai ser preciso tomar “decisões drásticas”. O estado de emergência está, por isso, em cima da mesa, no entanto, tem primeiro de ser aprovado pelo Governo.

Desde o início da pandemia, a Eslováquia reportou mais de 10 mil casos e 48 óbitos provocados pelo novo coronavírus, segundo a Johns Hopkins, que tem acompanhado a situação epidemiológica, a nível mundial, desde o início.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...