Só 1% das compras de grandes empresas são feitas em PME detidas por mulheres. Projeto português quer mudar isso

O projeto Women(dot)Business é lançado esta terça-feira e consiste numa base de dados de negócios detidos por mulheres em Portugal, para que empresas, universidades, câmaras municipais e fundações possam criar planos de compras mais inclusivos e contribuir para a igualdade de género.

Dados das Nações Unidas apontam que apenas 1% dos milhares de milhões de euros gastos todos os anos pelas grandes empresas visam negócios detidos por mulheres. No entanto, o Banco Mundial avança que 35% das Pequenas e Médias Empresas em todo o mundo são detidas por mulheres. O Women(dot)Business propõe-se a esbater essa disparidade.

Reconhecendo que as mulheres enfrentam múltiplos obstáculos no mundo empresarial, Inês Santos Silva, fundadora do projeto, aponta que o Women(dot)Business “surge como mais uma forma de tentar diminuir a desigualdade de género e o fosso económico entre homens e mulheres”.

A partir de hoje, qualquer mulher com um negócio pode inscrever-se na plataforma para ganhar maior exposição a outras empresas e organizações, que serão potenciais clientes dos seus serviços e compradores dos seus produtos.

O Women(dot)Business conta já com mais de 150 empresas portuguesas de mulheres, dos mais variados setores de atividade: alojamento, alimentação, saúde e bem-estar, contabilidade, tecnologia jurídica e legal, consultoria, multimédia e comunicação.

A partir de hoje, qualquer mulher com um negócio pode inscrever-se na plataforma para ganhar maior exposição a outras empresas e organizações, que serão potenciais clientes dos seus serviços e compradores dos seus produtos.

“Ao serem considerados como fornecedores de serviços para grandes empresas, estes negócios têm o potencial de se tornar maiores, mais competitivos e mais capazes de captar investimentos e recursos”, explica a Inês Santos Silva, que destaca que as empresas que diversifiquem as suas carteiras de fornecedores têm mais possibilidades para gerar impactos positivos nos seus lucros. “É algo que é positivo para ambas as partes”, garante a responsável.

O Women(dot)Business disponibiliza também às mulheres empresárias programas de formação e apoio na organização de evento, bem como oportunidades de financiamento e de ligação a potenciais clientes.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.