“Simplificar. Pague com contactless, agora no seu telemóvel”: Campanha da Visa incentiva consumidores a adotar pagamentos móveis

Numa altura em que os portugueses estão a utilizar cada vez mais a tecnologia contactless, pois permite pagamentos de forma mais simples, a Visa lança a campanha com o lema “Simplificar. Pague com contactless, agora no seu telemóvel” de forma a incentivar os consumidores do país a adotar pagamentos móveis.

Tendo em conta que dados recentes do Banco de Portugal mostraram que, em dezembro de 2021, quatro em cada dez pagamentos com cartões nacionais e estrangeiros foram efetuados através da utilização da tecnologia contactless, com a nova campanha a empresa pretende alavancar o sistema de pagamentos e explicar que o próximo passo já chegou.

“Em Portugal, começámos por tentar perceber como é que a população portuguesa entende e compreende os pagamentos móveis e rapidamente chegámos à conclusão de que os níveis de consciência têm que subir”, explica João Seabra, Head of Marketing da Visa em Espanha & Portugal.

Para melhor entender as tendências portuguesas para a campanha, a empresa realizou um inquérito e chegou à conclusão de que as características mais importantes para levar à mudança para aplicações de pagamentos móveis são a “garantia de proteção dos dados pessoais, fortes mecanismos antifraude, nenhuma taxa de transferência de moeda estrangeira, um emissor de confiança, o facto de se poder utilizar este tipo de pagamento em todo o mundo, e a utilização de um layout intuitivo”. Se cumprir estes requisitos, 58% dos inquiridos estão dispostos a considerar a utilização da aplicação.

“É um facto que os pagamentos móveis são uma realidade crescente na Europa e no mundo – trazem conveniência e segurança – e queremos que as pessoas saibam que estes pagamentos são de facto seguros: através da tecnologia biométrica só o próprio(a) pode usar o seu smartphone para pagar. E se forem aceites cartões contactless, no mesmo TPA, também poderá pagar com o seu telemóvel, basta adicionar o seu cartão à Wallet, segurar o telefone perto do leitor contactless, autenticar (impressão digital, reconhecimento facial ou pin), e a magia acontece”, conclui João Seabra.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.