Serviços de streaming ponderam pôr fim à partilha de passwords

É comum partilhar as palavras-passe de serviços de streaming como Netflix e HBO com familiares e amigos, mas o sector não é fã desta prática e tem ameaçado implementar medidas que a impeçam. Tom Rutledge, chairman e CEO da Charter Communications, companhia de televisão por cabo, tem sido uma das vozes mais sonantes, tendo estabelecidos acordos com a Viacom e Disney neste sentido – ainda que envolvendo apenas o mercado norte-americano.

Estes acordos originaram um conjunto de notícias na imprensa internacional vaticinando o fim da partilha de passwords, mas a Fast Company garante que o adeus ainda está longe. Segundo a publicação, apesar de a indústria estar decidida a alterar o comportamento dos utilizadores, as medidas de dissuasão deverão demorar ainda pelo menos um ano ou dois a chegar.

Actualmente, os serviços de streaming de vídeo utilizam, maioritariamente, dois métodos para tentar evitar que as passwords andem de boca em boca – o que prejudica as receitas, uma vez que o número de utilizadores pagos diminui: limitar o número de equipamentos por conta em simultâneo e obrigar os utilizadores a indicar as passwords com mais frequência.

pub

Comentários
Loading...