pub

Segurança Social vai pagar redução total de horário. Trabalhadores recebem 88% do ordenado

O Governo anunciou, esta quarta-feira, que as empresas com quebras de faturação acima de 75%, face ao ano passado, vão poder reduzir o horário de trabalho até 100% e assegurar o pagamento aos trabalhadores de um salário equivalente a 88% da remuneração anterior. Sendo que esta medida será integralmente paga pela Segurança Social.

Segundo frisou o ministro da Economia, Pedo Siza Vieira, esta redução é financiada pelo Estado a “100%”, sendo que até agora as horas não trabalhadas eram financiadas a 70% pela Segurança Social e a 30% pelas empresas.

“Qualquer valor mensal [de retribuição] será completado com uma bolsa de formação para os trabalhadores que tiverem uma redução do horário. Este valor será a acrescentar a qualquer valor” que qualquer escalão de redução do horário de trabalho, acrescentou ainda a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, no final da reunião da Concertação Social que decorreu esta quarta-feira.

Neste momento, a bolsa de formação é de 150 euros, um valor que vai “duplicar” para 300 euros, e tal como frisou o Governo, a redução do horário de trabalho deve ser visto como uma oportunidade para a requalificação dos trabalhadores.

pub

Comentários
Loading...