Sabe como agir perante os primeiros sinais de burnout?

São vários os sinais que permitem identificar uma situação de esgotamento no trabalho, entre os quais a crescente falta de motivação.

A par desse cenário, os trabalhadores em situação de burnout têm tendência a afastar-se e a deixar de interagir socialmente, a sentir-se frustrados com frequência, a deixar de desempenhar os seus melhores níveis e, a par disso, pensar constantemente no trabalho.

O estudo do Grupo Adecco ‘Resetting Normal: Defining the New Era Of Work 2021’, resultado de um inquérito realizado a 15 mil profissionais em 25 países concluiu que o esgotamento atingiu 54% dos jovens líderes na pandemia.

Perante esta realidade cada vez mais comum e, em simultâneo, mais debatida, a Adecco Portugal reuniu um conjunto de dicas a ter em conta para prevenir o esgotamento no trabalho. Ora veja:

 

1- Tirar uma folga

De acordo com a consultora, é importante aproveitar os dias de férias e não deixar que esse período pago seja desperdiçado.

“Se não quiser ir de férias, um feriado em casa é uma opção perfeitamente aceitável. Se a ideia de tirar uma semana ou mais de férias de cada vez parecer avassaladora, considerar usar um ou dois dias de férias de cada vez”, explica a Adecco, sugerindo ainda tirar as sextas-feiras de folga e ter um dia “eu”.

É importante fazer pequenas e frequentes pausas no trabalho de forma a gerir a saúde mental.

 

2- Programar tempo de inatividade sem trabalho

De forma a potenciar as férias, noites e fins-de-semana), faça uma pausa de todos os aspetos do trabalho, inclusive o e-mail, devendo concentrar-se em recarregar baterias e cuidar do seu bem-estar mental.

“Estudos demonstraram que fazer pausas frequentes do trabalho melhora a produtividade global dos trabalhadores. Será um profissional melhor e mais saudável se utilizar os seus dias de descanso para fazer uma pausa mental do trabalho, para que possa voltar pronto e refrescado”, sublinha a Adecco.

 

3- Abrandar e ser flexível

Pode ser positivo e também mais produtivo abrandar e tomar decisões ponderadas sobre como passar o seu horário de trabalho, abrindo espaço à flexibilidade.

“Se estiver a debater-se com prazos concorrentes que simplesmente não são realistas, diga aos seus colegas. Na maioria das vezes, podem ser feitos ajustamentos para assegurar que o projeto funcione com sucesso. O melhor para todos é encontrar uma solução”, sugere a Adecco.

 

4- Falar com o gestor de equipa e colegas

Caso tenha dificuldades no trabalho, é importante falar com o seu gestor de equipa e colegas, por muito difícil que seja admitir que precisa de apoio, sendo que o esforço para esconder o esgotamento no trabalho apenas irá fomentar mais stress e ansiedade. “No entanto, ao mostrar vulnerabilidade na identificação de que está a passar por um problema de saúde mental, poderá ser muito importante partilhar as suas lutas com colegas de trabalho e gestor de equipa. Os seus colegas não podem apoiá-lo e ajudá-lo a levar uma vida profissional saudável se não souberem o que está a passar”, diz a Adecco.

 

5- Parar de querer ser perfeito

A Adecco considera que, “quando se luta constantemente pela perfeição, é fácil ficar obcecado por pequenos detalhes e gastar uma quantidade excessiva de tempo e energia mental em tarefas que têm muito pouco impacto global”, sugerindo que se questione se não estará a gastar a sua energia mental em coisas que terão um impacto. “Se a resposta for não, tire-a do caminho e avance para a próxima tarefa, mesmo que não seja perfeita. Tente concentrar a maior parte da sua energia em tarefas que farão a diferença”, sublinha.

 

6- Fazer mudanças sustentáveis 

É positivo apostar em hábitos de trabalho que se possam sustentar a longo prazo.

“O esgotamento é causado por empurrar o seu corpo e estado mental para além de um limite razoável. Se não fizer mudanças significativas, simplesmente acontecerá de novo”, alerta a Adecco, sugerindo que se avalie a relação com o trabalho e enfrente os seus hábitos pouco saudáveis.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.