Ryanair anuncia encomenda à Boeing de 75 aviões 737 MAX

A companhia aérea Ryanair anunciou hoje uma encomenda à Boeing de 75 aparelhos 737 MAX, a mais importante desde que este modelo de avião foi proibido de voar há 20 meses.

A Ryanair explicou em comunicado que a transação eleva o total das encomendas que fez de 737 MAX para 210 aparelhos, num valor que supera os 22 mil milhões de dólares (mais de 18 mil milhões de euros).

A companhia aérea de baixo custo indicou que espera receber as primeiras entregas na primavera do próximo ano, decorrendo as restantes até dezembro de 2024.

Esta encomenda foi conhecida numa altura em que o aparelho fez o seu primeiro voo público de relançamento nos Estados Unidos, após dois acidentes que fizeram 346 mortos no fim de 2018 e no início de 2019.

O voo promocional organizado pela American Airlines ligou na quarta-feira Dallas, no Texas, a Tulsa, no Oklahoma, com o objetivo de dissipar os receios e mostrar que o modelo de avião é fiável.

“Estamos orgulhosos por a Ryanair confiar mais uma vez no Boeing 737”, afirmou o líder do construtor aeronáutico, Dave Calhoun, citado no comunicado.

Por sua vez, o presidente executivo do grupo Ryanair, Michael O’Leary, disse que espera “receber 50 destes aviões em 2021 se a Boeing puder retomar a produção para os entregar”.

A Ryanair conta com estes aviões para acompanhar o seu crescimento, esperando uma recuperação nas viagens aéreas em 2021 graças às vacinas contra a covid-19.

Ler Mais

Comentários
Loading...