Rússia produz primeiro lote de vacina Covid-19 para animais

A Rússia produziu o primeiro lote mundial, de 17 mil doses de vacinas contra a Covid-19 para animais, anunciou esta sexta-feira o regulador do país, citado pela agência ‘Reuters’. A Rússia registou a Carnivac-Cov em março, depois de testes terem revelado que o fármaco gerava anticorpos contra a doença em cães, gatos, raposas e martas.

Agora o primeiro lote já foi produzido, sendo enviado para várias regiões da Rússia, segundo revelou hoje o regulador Rosselkhoznadzor, em comunicado. Empresas da Alemanha, Grécia, Polónia, Áustria, Cazaquistão, Tajiquistão, Malásia, Tailândia, Coreia do Sul, Líbano, Irão e Argentina já se mostraram interessadas em comprar a vacina, acrescentou.

“Cerca de 20 organizações estão preparadas para negociar o registo (da vacina) e o fornecimento aos seus países. O registo no exterior, em particular na União Europeia (UE), está em preparação e será prontamente utilizado assim que disponível”, disse o órgão russo.

Os casos de contágio por coronavírus em animais, embora a conta-gotas, continuam a ser registados em todo o mundo. A Rússia contabilizou dois, mas já houve casos no México, Itália e Argentina. A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) já manifestou, por diversas vezes, a sua preocupação com o risco de transmissão da Covid-19 entre humanos e animais.

A vacina russa surge como uma opção para poder interromper esse tipo de transmissão. O regulador do país garantiu que a vacina seria capaz de proteger espécies vulneráveis ​​e impedir mutações virais.

«Karnivak Cove»: Rússia regista primeira vacina contra a covid-19 para animais

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...