Ricardo Salgado confessou segredo do “buraco” do BES à namorada de Marcelo

“No dia seguinte à queda do BES, Rita Amaral Cabral, namorada de Marcelo Rebelo de Sousa e ex-administradora não executiva do BES em 2013 e 2014, recomendou a Ricardo Salgado que fizesse uma lista dos grandes buracos financeiros do Grupo Espírito Santo (GES)”, a revelação é avançada hoje pelo Correio da Manhã.

Na mesma escuta do caso GES, que fundamenta a peça do grupo Cofina, Rita Amaral Cabral chega mesmo a dizer que fez esta recomendação a Salgado, porque “a família [Espírito Santo] não tem a noção de nada”.

Do outro lado da chamada, o antigo “dono disto tudo” revelou: “O buraco maior vem do endividamento”.

A namorada do Presidente da República aconselhou ainda o ex-banqueiro “a explicar que ele era administrador do BES, e que quem arruinou o BES foi o GES”.

“O Ricardo diz que quando se detetou a fraude no Luxemburgo foram de imediato ao BdP participar e dizer que iam reorganizar o grupo”, conclui Rita Amaral Cabral na mesma chamada.

A conversa entre a professora de direito e Salgado decorreu no dia 4 de agosto de 2014. No dia anterior, o Banco de Portugal aplicara a medida de resolução ao BES.

A interceção telefónica foi feita no âmbito do processo Monte Branco, como explica o ‘Correio da Manhã’.

“A fraude referida por Salgado diz respeito à ocultação da dívida da Espírito Santo International (ESI), no valor de 1,3 mil milhões de euros, descoberta em 2013. Foi este buraco financeiro que desencadeou o colapso do GES e o posterior contágio ao BES, em 2014”, como explica o mesmo jornal.

Ler Mais


Comentários
Loading...