Repsol entrega 3.000 euros à Associação Aldeias de Crianças SOS após venda solidária de peluches

A Repsol entregou um cheque de 3.000 euros à Associação Aldeias de Crianças SOS Portugal, um montante angariado com a venda da mascote “Infante” nas Estações de Serviço e em repsolmove.com.

O peluche esteve disponível nos espaços e no site da petrolífera pelo valor unitário de 19,90€ ou 3.990 pontos Repsol Move, dos quais dois euros reverteram para a organização.

“Este contributo é o corolário da iniciativa desenvolvida em conjunto com o COP, anunciada aquando da partida dos atletas olímpicos para Tóquio, em julho, e que permitiu que todos os portugueses pudessem contribuir para o desenvolvimento do desporto nacional”, sublinha a empresa numa nota enviada à comunicação social.

Na cerimónia de entrega do cheque, que decorreu ontem, terça-feira, estiveram presentes o Administrador-delegado da Repsol Portuguesa, Armando Oliveira, do Secretário-geral do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Araújo, e do Secretário-geral da Aldeias de Crianças SOS Portugal, Luis Cardoso de Meneses.

“Este momento é a súmula da capacidade de influir dos portugueses. Uma demonstração de como a coletividade tem mais força do que a soma das partes. É com grande exultação que entregamos hoje este contributo ao COP, demonstrando, mais uma vez, que podem contar com a Repsol no apoio ao desporto nacional. Em conjunto, queremos impelir este tipo de iniciativas, o envolvimento dos portugueses com o movimento olímpico, que tantas alegrias nos tem dado”, comentou Armando Oliveira, Secretário-geral do Comité Olímpico de Portugal (COP).

Luís Cardoso de Meneses, secretário-geral das Aldeias de Crianças SOS Portugal, agradeceu o contributo, mencionando a percentagem do apoio recebido pelo Estado e a importância das entidades particulares: “Para nós é sempre uma grande ajuda, seja um euro, seja o que for. O apoio do Estado é de cerca de 33% e se não houvesse apoio de entidades particulares, as Aldeias de Crianças SOS Portugal teriam de fechar.”

Atualmente, a organização tem 400 crianças e trabalha com mais 300 em ambiente familiar.

 

Ler Mais


Comentários estão fechados.