Rentrée? Sim, mas em força!

Por Ricardo Florêncio

 

Há alguns anos, denominava-se a este período de Verão a “silly season”. É uma expressão que se generalizou, para ref lectir um tempo em que muito pouco acontece. Contudo, nos últimos anos, esta já não era a prática, pois havia muita actividade por parte das empresas, que aproveitavam estes tempos de férias para estar mais perto dos seus diversos stakeholders, desenvolvendo e apoiando um conjunto de acções, actividades e eventos. Ora, tal como no ano passado, neste Verão, isso não vai ser possível. E todas as apostas estão a ser feitas para o último quadrimestre de 2021. Está o mercado, estão as empresas, estão as entidades, estão os governantes, está a economia, está Portugal a colocar as suas fichas nestes últimos quatro meses de 2021. Esperemos, assim, que Setembro marque uma rentrée, mas a sério. Não com falsas partidas, não em fogachos, não com mais pára-arranca, mas, sim, que seja um verdadeiro trampolim para a economia, para a sociedade.

 

Editorial publicado na revista Executive Digest nº 185 de Agosto de 2021


Comentários
Loading...