Remessas dos emigrantes voltam a crescer pelo terceiro mês consecutivo

Em julho, as remessas enviadas pelos emigrantes para Portugal cresceram pelo terceiro mês consecutivo, revelam os dados do Banco de Portugal, publicados esta segunda-feira. Como esclarece o Jornal de Negócios, “os números revelam que o mau arranque de 2021 já está compensado”.

Em julho, Portugal recebeu 366,8 milhões de euros, um valor superior 344,8 milhões de euros contabilizados no período homólogo. Tanto em maio, como em junho, as remessas há tinham subido o patamar do ano passado, atingindo os 2.080,9 milhões de euros, de acordo com a publicação económica do grupo Cofina.

Em janeiro, os emigrantes enviaram apenas 269,4 milhões de euros, 37,3 milhões de euros a  menos que o montante registado no primeiro mês de 2020.

Os emigrantes residentes na Suíça(1.029 milhões de euros, em termos líquidos), França (1.016 milhões  de euros) e Reino Unido (374 milhões de euros) lideram a tabela das remessas, para Portugal.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.