pub

Relação próxima entre Airbnb e China leva executivo de topo a sair

A pandemia e o abrandamento das viagens e do turismo não são as únicas preocupações da Airbnb. A empresa dedicada ao arrendamento de alojamento para curtos períodos de tempo enfrenta também um desafio no mercado chinês, tendo revelado esta semana – aquando da sua entrada em bolsa – que uma possível mudança nas regras de arrendamento na China pode constituir um factor de risco tanto para a sua marca como para o lucro da companhia.

Segundo adianta o The Wall Street Journal, este é já um problema antigo, que terá levado mesmo um dos executivos seniores da Airbnb a deixar a empresa no ano passado. Fontes citadas por esta publicação revelam que o debate tem sido aceso no seio da equipa de liderança e que Sean Joyce, Chief Trust Officer, decidiu sair após somente seis meses no cargo.

O motivo para a saída abrupta? Pedidos de informação por parte do governo chinês no sentido de a Airbnb partilhar mais dados sobre os seus utilizadores. Sean Joyce não estaria de acordo com as práticas da empresa, que envolvem a partilha de informações como número de telemóvel ou endereço electrónico, mas também mensagens entre anfitriões e hóspedes.

De acordo com o The Wall Street Journal, o executivo receava que o governo chinês fosse capaz de monitorizar visitantes estrangeiros e os seus próprios cidadãos, uma vez que a partilha de dados não olha a nacionalidades.

pub

Comentários
Loading...