Reino Unido prepara reforma financeira para tornar Londres mais atrativa no pós-Brexit

O ministro da Economia do Reino Unido está a avaliar uma reforma na regulação financeira para tornar Londres mais atrativa para investidores depois do ‘Brexit’ e incentivar a cotação em bolsa de empresas “inovadoras”.

O ‘plano’ vai ser apresentado em detalhe esta quarta-feira, mas o ministério liderado por Rishi Sunak já divulgou um relatório elaborado pelo antigo comissário europeu dos Serviços Financeiros Jonathan Hill, com recomendações para aumentar a competitividade de Londres em comparação com outras metrópoles, como, por exemplo, Nova Iorque, Amesterdão ou Frankfurt.

Entre as principais ideias está um ‘relaxamento’ de normas que facilitam aos fundadores e executivos de empresas manter o controlo da empresa através da aquisição de títulos com maior poder de voto.

Esta “modernização” do mercado britânico permitirá “impulsionar a posição do Reino Unido como um destino internacional” para empresas com a intenção de se converterem em marcas cotadas, enquanto esperam que seja mantido os “altos padrões de governação corporativa, direitos dos acionistas e de transparência”, assinalou a tutela.

O relatório de Hill também propõe que seja reduzida a percentagem de ações que uma empresa cotada tem de colocar em oferta pública, de 25% para 15%.

 

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...