Reino Unido avança com teste de sangue que pode detetar 50 tipos de cancro

O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS) vai avançar com um teste de sangue simples que pode detetar mais de 50 tipos de cancro, estimando que possa ajudar milhares de pessoas ao permitir que a doença seja tratada com mais sucesso, noticia a ‘CNN’.

O exame de sangue Galleri, desenvolvido pela empresa de saúde californiana Grail, será testado com 165 mil pacientes no que o NHS descreveu como “o primeiro acordo mundial”, segundo comunicado, divulgado esta sexta-feira.

A empresa, cujo trabalho se concentra na deteção precoce do cancro, é apoiado por investidores, incluindo o bilionário de tecnologia Bill Gates e o fundador da Amazon, Jeff Bezos. O NHS England espera que o exame de sangue seja particularmente útil na identificação de tipos de da doença que atualmente são difíceis de diagnosticar e tratar precocemente.

“A deteção precoce – especialmente para condições difíceis de tratar, como cancro nos ovários e no pâncreas- tem o potencial de salvar muitas vidas”, disse o presidente-executivo do NHS, Simon Stevens. Mais de mil pessoas são diagnosticadas com cancro todos os dias no Reino Unido, acrescentou.

O programa piloto, que deve começar em meados de 2021, vai envolver 165 mil pessoas, incluindo 140 mil com idades compreendidas entre os 50 e 79 anos, que não apresentam sintomas, mas farão exames de sangue anuais durante três anos.

Os restantes 25 mil participantes serão pessoas com possíveis sintomas da doença, que farão o exame de sangue para acelerar o diagnóstico depois de serem encaminhados para o hospital normalmente, segundo o comunicado à imprensa.

Estima-se que os resultados cheguem até 2023, após os quais se espera que um milhão de pessoas possam fazer o teste até 2025, expandindo-o para a população em geral a partir de então, adiantou o NHS England.

Graal disse em um comunicado à imprensa que, de acordo com dados de modelagem, «adicionar Galleri ao padrão de tratamento existente tem o potencial de diminuir o número de cancros diagnosticados em estágio final em quase metade, o que poderia reduzir o número total de mortes pela doença no Reino Unido em aproximadamente um quinto».

Lawrence Young, professor de Oncologia Molecular da Universidade de Warwick, disse que o teste de Galleri é um dos vários novos exames de sangue desenvolvidos para detetar o cancro num estágio muito inicial, quando é mais fácil de tratar.

“Há uma série de estudos que avaliam esta abordagem, para além diuso, uma publicação do consórcio Circulating Cell-free Genome Atlas (CCGA) que testou o Galleri em 6.689 participantes, gerou resultados muito promissores em mais de 50 tipos de cancro em diferentes estágios de desenvolvimento”, afirmou o especialista.

Ler Mais

Comentários
Loading...