Receitas da dona da Women’Secret disparam 43,3% para 1.113 milhões de euros

A Tendam, dona de marcas como a Cortefiel, a Springfield ou a Women’Secret, reportou esta quinta-feira um aumento acentuado das receitas de 43,3% para 1.113,4 milhões de euros durante o exercício de 2021, sendo que houve um crescimento consistente em todas as marcas, .

No comunicado, a empresa avança ainda que as receitas do digital aumentaram 30,4% e que o EBITDA recorrente do ano atingiu os 277,2 milhões de euros, quase duplicando o EBITDA do ano anterior.

Em termos de lucros antes de juros e impostos, a Tendam alcançou os 122 milhões de euros no período, um valor que equivale quase aos máximos históricos registados em 2019, o ano antes da pandemia.

“2021 foi um ano muito positivo para a Tendam, no qual avançamos decisivamente e com sucesso na nossa agenda de transformação, criando um ecossistema de retalho omnicanal diferenciado, lucrativo e com alta capacidade de crescimento. Os valores de sustentabilidade são incorporados à estratégia de forma integrada. Esperamos continuar a acelerar os negócios em 2022 com melhorias na lucratividade e aumentando o peso do digital a partir de uma perspectiva 100% omnicanal”, destacou Jaume Miquel, presidente e CEO da Tendam.

Relativamente a marca em específico, a empresa destacou a Cortefiel e a Pedro del Hierro, que foram as mais afetados pela Covid-19 e que registaram o maior crescimento de vendas de 55%, assim como a continuação do desempenho positivo da Women’secret.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.