Quinta-feira negra para as criptomoedas: mais de 200 mil milhões de dólares ‘voam’ num só dia

Esta quinta-feira, o mercado dos criptoativos registou perdas bastante avultadas, dando continuidade às sucessivas quedas que se têm vindo a sentir, e o “canto da sereia” das criptomoedas parece atrair cada vez menos investidores.

Informações avançadas pelo jornal espanhol ‘El País’ indicam que só esta quinta-feira o mercado das “moedas digitais” registou perdas acumuladas que chegaram aos 200 mil milhões de dólares (cerca de 193 mil milhões de euros). Calcula-se que a razão para estas quedas a pique sejam o atual clima económico, em que a incerteza, o aumento da inflação e as correspondentes subidas das taxas de juro por parte dos bancos centrais, esteja a fazer com que os investidores se afastam de ativos considerados de risco, bastante expostos à volatilidade dos mercados, e as criptomoedas encaixam na perfeição nessa categoria.

De acordo com o ‘Coingecko’, o valor do mercado de criptoativos caiu 8,1% esta quinta-feira, face ao valor do dia anterior, para cerca de 1,27 biliões de euros. Dados do portal ‘CoinMarketCap’ mostram que o mercado chegou esta manhã aos 1,07 biliões de euros.

A Tether, uma das chamadas ‘stablecoins’, ativos que em teoria seriam mais seguros e estáveis por estarem intimamente associados aos valores das moedas oficias, atingiu na quarta-feira o valor mais baixo desde dezembro de 2020. A Tether, que segundo o ‘Coingecko’ é a terceira maior criptomoeda em termos de valor de mercado, está a ser negociada na fasquia dos 97 cêntimos, à altura de escrita deste artigo.

Por sua vez, a maior criptomoeda do mundo, a Bitcoin, está a ser negociada nos 28.229 euros, uma quebra de 3,9% face a ontem, e de 22,22% relativamente aos últimos sete dias.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.