pub

Próxima semana à lupa: O que esperar dos “dias épicos de trading” que se avizinham?

A pouco mais de uma semana das eleições, Joe Biden segue destacado na intenção de voto nas principais sondagens. O resultado das eleições presidenciais terá um impacto enorme no mercado de ações dos EUA. Donald Trump e Joe Biden têm visões diferentes em muitas áreas, desde questões ambientais à tecnologia. Essas diferenças irão ter um papel fundamental na determinação da lista de potenciais vencedores e perdedores com diferentes resultados nas eleições dos Estados Unidos.

O impacto será total, no entanto, antes das eleições de dia 3 de novembro teremos uma semana épica de trading pela frente.

Destaco o calendário económico, carregado de dados de primeira linha, Bancos Centrais e PIB em vários países com destaque para os EUA. Temos ainda a apresentação de resultados de empresas de topo e os dados de inflação em várias economias, entre outros dados importantes.

Por fim, temos ainda as urgências hospitalares na Europa a aproximarem-se do ponto de rotura. Este cenário obriga os países que procuravam evitar novo confinamento a todo o custo a novas medidas de contenção, a, pelo menos, ter que considerar novo fecho mesmo que temporário.

Assim, começamos a semana logo com os dados do Índice IFO de Clima de Negócios – Alemanha (Outubro), às 10 horas, de segunda-feira. Este indicador poderá ainda não mostrar o impacto do escalar de casos de Covid-19 na Europa, fator que pode limitar o impacto positivo se os dados forem fortes. No caso de serem mais, o impacto pode ser maior.

Com as principais economias a debaterem-se com os efeitos da pandemia, o papel dos bancos centrais é fundamental. Na próxima semana, vamos ter dados do Banco do Canadá, Banco do Japão e ainda o Banco Central Europeu. Apesar dos impulsos que procuram dar à economia através de facilitismo monetário, e não se esperar grandes surpresas, qualquer um destes eventos poderá gerar volatilidade e serão acompanhados com grande interesse.

No que diz respeito a empresas, esta semana foi volátil – depois da Netflix ter desiludido em várias métricas como, por exemplo, novos subscritores; a Tesla vai trazer novo fôlego ao apresentar resultados estrondosos.

E a próxima semana não irá desiludir – destaque para grandes empresas como a Amazon, Microsoft, Pfizer, 3M, Twitter, Boeing, General Electric, Caterpillar ou Mastercard, entre outros gigantes.

A nível nacional, a próxima semana será igualmente determinante. O Orçamento do Estado será debatido e votado, na generalidade, a 27 e 28 de outubro. Se for aprovado, seguirá depois para a especialidade.

Com tantos eventos num curto espaço de tempo, o normal seria esperar grande volatilidade no mercado, embora as eleições poderem acabar por ofuscar estes dados com os investidores a optarem por esperar pelas eleições. No entanto, não contem com isso – é a última oportunidade de vender antes das eleições e só por si isso, isto é significante.

Para se poder preparar para a noite eleitoral, a Equipa de Análise da XTB preparou um guia completo para investidores. Consulte-o em https://pt.xtb.com/negociar-durante-eleicoes-2020

*Eduardo Silva, Analista XTB

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...