Próxima semana à lupa: Dos mercados à economia – e outras coisas que precisa de saber

À medida que nos aproximamos do final do mês, o calendário económico fica mais leve. O calendário fica mais preenchido nos primeiros dias do mês de Dezembro, em particular com os dados dos Nonfarm Payrolls (NFP) na sexta-feira.

 

Calendário macroeconómico

Começamos a semana com uma declaração de Lagarde na segunda-feira e o índice de preços no consumidor alemão na terça-feira. O calendário começa a ficar mais animado na quarta-feira com a divulgação do relatório do ADP nos EUA, que servirá de indicador preliminar para os dados do emprego, que serão divulgados na sexta-feira, dia 2 de Dezembro, e o PIB do terceiro trimestre anualizados nos EUA. Na quinta-feira teremos os dados do ISM nos EUA com a componente de emprego a dar uma ajuda aos investidores de como poderão sair os dados do NFP. Na sexta-feira teremos à mesma, 13h30 GMT, os dados do mercado laboral tanto nos EUA como no Canadá, sendo que o par cambial USDCAD deverá estar em destaque. O mercado espera um aumento de 190.000 postos de trabalho no mês de Novembro.

 

Divulgação de resultados em Wall Street

A época de divulgação de resultados do terceiro trimestre está a terminar, mas ainda há algumas empresas importantes a apresentarem resultados para a semana. Algumas delas são a Hewlett Packard (HPE.US) na 3ª feira e a Salesforce (CRM.US) na 4ª feira.

 

NFP

Após as minutas da Fed divulgadas na semana passada, ficou claro que os membros da Fed ainda estão muito mais preocupados com a estabilidade dos preços do que com o “pleno emprego”. No entanto, o banco central continua dependente dos dados, portanto, o relatório de empregos do próximo mês influenciará a decisão do banco central sobre a taxa de juros na próxima reunião de dezembro. Até porque se trata da última leitura do NFP antes da próxima decisão da Fed sobre a taxa de juros em meados de dezembro. Não admira, portanto, que os investidores estejam incertos sobre o que o banco central fará. De acordo com a ferramenta FedWatch da CME, os investidores estão divididos entre outro aumento da taxa de 75 pb e uma redução para 50 pb, então é provável que vejamos alguma volatilidade no mercado, independentemente de como o relatório de emprego sair. Para o relatório NFP de Novembro, as expectativas do mercado são de 190 mil novos empregos e os ganhos médios por hora projetados para aumentar 0,3% m/m.

Convêm relembrar que o estado do mercado de trabalho dos EUA permanece mais incerto e volátil do que o normal, à medida que emerge da interrupção sem precedentes da pandemia de Covid-19. Dito isto será ainda necessário conhecer os principais indicadores do ADP e da componente de emprego do ISM para os investidores poderem ficar com uma perceção se os dados do NFP poderão sair abaixo, em linha ou acima do consenso de mercado.

 

Nuno Mello
Analista XTB

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.