Príncipe herdeiro da Arábia Saudita poderá investir quase 500 milhões de euros no Credit Suisse

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, está a preparar-se para investir no banco de investimentos do Credit Suisse Group AG.

De acordo com o ‘Wall Street Journal’, o monarca poderá vir a investir cerca de de 500 milhões de dólares (473,6 milhões de euros) na entidade que será criada a partir do banco de investimento do Credit Suisse, o CS First Boston. Outros investidores podem incluir o fundo de investimento Atlas Merchant Capital do ex-presidente-executivo do Barclays Plc, Bob Diamond.

As ações do Credit Suisse subiram até 7,5% com a perspetiva de uma participação do príncipe herdeiro da Arábia Saudita na instituição suíça. As ações estavam a ser negociadas em alta de 3% na passada sexta-feira, a 3,03 francos suíços, às 14h17 em Zurique. No entanto, é de sublinhar que se assitiu a uma quebra de 64% este ano.

Recorda-se que o presidente do Credit Suisse, Axel Lehmann, disse na semana passada que o banco recebeu vários outros compromissos de investidores para o já planeado spin-out do First Boston.

O Credit Suisse pode, com esta oportunidade, aliviar as preocupações sobre a sua posição financeira, depois de registarem perdas nos últimos dois anos de mais de 8 mil milhões de euros e de algumas deserções recentes de clientes. Para além disso, o negócio  do First Boston tem como objetivo tentar proteger e restaurar alguns dos negócios bancários de investimento historicamente mais fortes do credor suíço, como fusões e aquisições.

A divisão de banco de investimento da empresa suíça foi chamada de Credit Suisse First Boston durante quase duas décadas, antes de se decidir, em 2005, utilizar um nome horizontal para todos os seus negócios.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.