“Preparem-se para o coronavírus existir por décadas”, alertam cientistas

O Reino Unido não voltará à “normalidade” antes do Natal e o novo coronavírus vai acompanhar-nos nas “próximas décadas”, afirmou Jeremy Farrar, membro do Grupo Consultivo Científico para Emergências e diretor do Wellcome Trust, aos deputados britânicos, esta terça-feira.

Estas declarações vêm contrariar a recente afirmação do primeiro-ministro Boris Johnson garantindo que o país poderá voltar à “normalidade” precisamente até ao Natal, noticia o ‘Politico’.

“As coisas não serão feitas até ao Natal”, disse Farrar, dirigindo-se ao comité de assistência social e de saúde da Câmara dos Comuns. “Mesmo que tenhamos uma vacina ou um tratamento muito bom, a humanidade ainda continuará a viver com o vírus por muitos e muitos anos”, reforçou

John Bell, professor de medicina da Universidade de Oxford, foi ainda mais além e afirmou que “a realidade é que esse vírus estará connosco para sempre”. “Será um vai e vem”, acrescentou.

Nas últimas semanas, o governo britânico tem sido alvo de muitas críticas, acusado de atraso na implementação do bloqueio à pandemia, seguindo os conselhos da SAGE, com Farrar a apontar que o bloqueio foi mesmo “tarde demais”.

No entanto, Chris Whitty, principal consultor médico do governo, defendeu o atraso, dizendo que “não era mais do que se esperaria razoavelmente porque são realmente coisas muito difíceis de operacionalizar e decidir”.

Farrar admitiu ainda que foi um “erro” passar dos testes na comunidade para os pacientes no hospital. referindo-se ao tempo entre janeiro e fevereiro, Farrar afirmou que” “não houve urgência suficiente, lamento que o SAGE não tenha sido mais franco nos seus conselhos”.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...