Preços dos serviços vão subir até 15% de imediato devido à crise dos combustíveis, alertam especialistas

A crise dos combustíveis está a ter um enorme impacto no setor dos serviços em Portugal. Estes podem assistir a um aumento de 10 a 15%, derivado também à escassez de matérias-primas na construção e na assistência técnica.

Uma análise elaborada pela Fixando ao comportamento de mais de 50 mil prestadores de serviços inscritos na aplicação foi hoje divulgada, e dá conta que este “ajustamento em alta, reflete também um aumento dos preços que já se vinha a verificar em todo o mercado nacional – na ordem dos 5% – devido à retoma económica e do crescimento da procura no pós-confinamento”.

“A escalada do preço dos combustíveis tem preocupado várias atividades económicas e o setor dos serviços irá reagir com aumentos de preços por forma a compensar o aumento da despesa em energia e deslocações”, explica Alice Nunes, diretora de novos negócios da Fixando.

De acordo com os dados divulgados pelo relatório, áreas como remodelações, assistência técnica e eventos serão as mais prejudicadas, porque envolvem diretamente deslocações.

Em serviços como o catering, as reparações, as remodelações, ou trabalhos de eletricistas e de canalizadores, este aumento vai-se registar de uma forma mais imediata.

“Uma subida de preços vai traduzir-se numa inevitável diminuição da contratação de serviços, ainda para mais considerando que as famílias também estão a ser fustigadas pelo aumento do preço dos combustíveis. Mas a alternativa será uma redução das margens de lucro num setor com muitos prestadores de serviços que ainda não recuperaram por completo do impacto da pandemia”, sublinha a mesma responsável.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.