Preços das casas em Lisboa subiram mais de 55% desde 2017

De 1.875 euros o metro quadrado, no primeiro trimestre de 2017, para 3.333 euros no final de Março deste ano. Em apenas três anos, o preço das casas em Lisboa aumentou 55,5%, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) reportados pelo DN. Trata-se do valor mais alto de todo o País.

No mesmo período, o aumento dos preços a nível nacional foi de 26,78%, para um preço médio de 1.117 euros o metro quadrados. Além de Lisboa, destaca-se o Porto, onde o salto foi ainda maior, mas que mesmo assim não é suficiente para chegar ao preço final registado na capital: a habitação valorizou 66,3% e o metro quadrado situa-se, agora, em média, nos 1.873 euros, na Invicta.

Olhando apenas para o primeiro trimestre deste ano, o preço das casas em Portugal subiu 10,5 em todo o território nacional. Lisboa, curiosamente, cresceu 7,1% abaixo da média, seugndo indica a mesma publicação. Já Vila Nova de Gaia ocupa o posto de cidade com o maior aumento face ao período homólogo, com o preço da habitação a subir 20,1%.

Destaque também a Amadora (+19,9%), Braga (+16,6%) e Porto (+11,4%). No entanto, importa relembrar que os números dizem respeito ao período de Janeiro a Março deste ano, pelo que ainda não reflectem potencias efeitos da pandemia de COVID-19.

Qual é a freguesia mais cara de Lisboa?

Apesar de Lisboa ser, no geral, o município mais caro de Portugal, há freguesias onde isso é mais evidente do que noutras. É o caso do Parque das Nações, que registou um aumento do preço médio na ordem dos 25,7%, chegando aos 4.162 euros por metro quadrado. Seguem-se Misercórdia (+19,2% para 5.112 euros) e Santa Clara (+16,3% para 2.393 euros).

Independentemente do crescimento verificado, as três freguesias mais caras de Lisboa continuam as mesmas: Santo António (5.340 euros por metro quadrado), Misericórdia (5.112 euros) e Santa Maria Maior (4.807 euros). Por outro lado, a Moita é a freguesia mais barata da Área Metropolitana de Lisboa mais barato é a Moita: aqui é possível encontrar casas com um preço médio de 820 euros por metro quadrado.

E no Porto?

A União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde é a zona mais cara do Porto, com um preço de venda de 2.593 euros por metro quadrado. Trata-se de um crescimento de 11,6%, no primeiro trimestre deste ano, face ao mesmo período de 2019.

Seguem-se a União das Freguesias de Lordelo do Ouro e Massarelos, onde o metro quadrado custa 2.241 euros (+16,2%), e a União das Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória, com um preço médio de 2.169 euros (+9,8%). O crescimento foi de 16,2% e de 9,8%, respetivamente.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...