Preço médio do arrendamento cai 12% em um ano

O mercado de arrendamento não tem ficado incólume aos efeitos da crise provocada pela pandemia do Covid-19. Segundo dados Barómetro de Abril do portal imobiliário Imovirtual, o preço médio do arrendamento registou uma queda de 12% entre abril de 2020 e abril de 2021.

Este valor segue a tendência registada nos últimos tempos, já que desde meados do ano passado o valor médio da locação dos imóveis tem vindo a descer, tendo registado apenas um ligeiro aumento de 0,5% em abril do ano passado, face ao mês anterior com um preço médio de 911 euros.

Os distritos que registaram a maior quebra nos preços de apartamentos e moradias foram Beja (-16,8%, de 569 euros para 473 euros), Porto (-14,5%, de 1.034 euros para 884 euros) e Setúbal (-13,4%, de 890 euros para 770 euros). Lisboa surge na quarta posição, com uma queda média do preço das rendas de 12,7%.

Em sentido inverso, o pódio é constituído por Viseu, que viu o preço médio do arrendamento aumentar 15,8% face a abril de 2020, Vila Real, que registou um incremento do preço médio de 9,1% e Guarda 8%.

Com uma tendência diferente tem estado o mercado de compra e venda. De acordo com dados do Imovirtual, o preço médio de venda de apartamentos e moradias colocados no seu portal tem registado uma tendência de subida desde Setembro, que se repercute num crescimento global de 4%. Mesmo assim, no final do mês passado, o preço médio dos imóveis à venda no Imovirtual continuava ligeiramente abaixo do valor registado em abril de 2020 (cerca de 0,9%).

Numa comparação homóloga face a abril de 2020, o distrito que registou o maior crescimento dos preços de venda foi Beja (14,3%), Aveiro (9,2%) e Braga (6,3%).

No sentido inverso estiveram Portalegre, Guarda e Évora, com correções do preço médio de 11,2%, 6% e 4,9%, respetivamente.

Os preços das rendas e de venda dos imóveis são calculados com base na oferta de imóveis disponibilizados no Imovirtual, o maior portal imobiliário de Portugal com mais de 300 mil imóveis anunciados.

etembro, que se repercute num crescimento global de 4%. Mesmo assim, no final do mês passado, o preço médio dos imóveis à venda no Imovirtual continuava ligeiramente abaixo do valor registado em abril de 2020 (cerca de 0,9%).

Numa comparação homóloga face a abril de 2020, o distrito que registou o maior crescimento dos preços de venda foi Beja (14,3%), Aveiro (9,2%) e Braga (6,3%).

No sentido inverso estiveram Portalegre, Guarda e Évora, com correções do preço médio de 11,2%, 6% e 4,9%, respetivamente.

Os preços das rendas e de venda dos imóveis são calculados com base na oferta de imóveis disponibilizados no Imovirtual, o maior portal imobiliário de Portugal com mais de 300 mil imóveis anunciados.

 

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...