Portuguesa Pleez capta investimento de 2 milhões de euros liderado pela Lince Capital

A sociedade de capital de risco portuguesa independente, Lince Capital, liderou a ronda de investimento bridge para a Series A no valor de 2 milhões de euros da startup Pleez. Este financiamento permitirá à empresa duplicar a sua atual equipa para 60 pessoas durante o próximo ano e cimentar a sua presença no mercado ibérico.

A Pleez desenvolveu uma solução tecnológica que tem como intuito aumentar e otimizar as vendas dos restaurantes, oferecendo um serviço de gestão ativa dos menus nas plataformas de delivery, tais como a Glovo ou a Uber Eats.

Esta análise permite identificar quando e como é que certos itens do menu do restaurante em questão devem ser apresentados aos clientes, otimizando assim a vertente de delivery.

Com estes dados recolhidos em tempo real pretende-se aumentar tanto as margens das vendas dos restaurantes, como também o volume global das mesmas, tendo já resultado num aumento de 15% nas vendas aos restaurantes aderentes.

“Estamos muito felizes e é um orgulho trazer a bordo a Lince Capital, o primeiro grupo de investimento português a juntar-se a nós. Expectantes com o futuro, estamos certos que esta nova ronda de investimento nos ajudará no processo de internacionalização, com o intuito de ajudar todos os players da indústria da restauração a tomar decisões mais informadas em relação aos seus negócios”, diz Afonso Pinheiro, co-fundador da Pleez.

“Não esquecendo que em apenas um ano, temos uma carteira com mais de 300 clientes, abrimos em Madrid, fundamos o 1º Food Tech Hub em Portugal juntamente com outra empresa da área, lançámos o nosso Dashboard e passamos de uma equipa de 5 para mais de 30 colaboradores”, explica

Vasco Sampaio, co-fundador da Pleez, explica que os empreendedores fundaram a “1º Food Tech Hub em Portugal juntamente com outra empresa da área”, lançaram o Dashboard e passaram de uma equipa de 5 para mais de 30 colaboradores.

 Por sua vez, Vasco Pereira Coutinho, CEO da Lince Capital, explica que “a pandemia veio intensificar a utilização das plataformas como a Uber Eats, a Glovo ou Bolt Food, tendo os restaurantes sentido um grande aumento das vendas através da vertente de delivery.” E acrescentea que “o posicionamento único da Pleez permite criar valor para todos os intervenientes, quer sejam consumidores, restaurantes ou plataformas de delivery.”

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.