Portugal viu desaparecer 210 mil empregos em um ano

Em janeiro de 2021, 4.647 milhões de pessoas estavam empregadas em Portugal, a que corresponde uma taxa de emprego de 59,7%. Este número representa uma diminuição de 3,5% relativamente ao mesmo mês de 2020, em que se contabilizaram 4.857 empregados, ou seja, há agora menos 210 mil pessoas empregadas face ao ano passado. Quando comparado com dezembro a redução é de 1,7%, ou seja, menos 79 mil pessoas.

Segundo dados divulgados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) a taxa de emprego reduziu face ao ano passado tanto para os homens (passou de  60,3% para 62,9%) como para as mulheres (passou de 58,9% para 56,7%).

Em números concretos havia em janeiro de 2021, 2.342,6 milhões de homens empregados, contra 2.304,7 milhões de mulheres, ou seja, menos 116 mil homens (2.458 em 2020) e menos 94 mil mulheres (2.398 em 2020).

Já no que diz respeito à comparação por idades, o emprego recuou para os jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos, bem como para os adultos entre os 25 e os 74 anos. Assim, os valores passaram de 299,1 mil jovens empregados em 2020 para 225,3 em 2021 e de 4.557,8 milhões de adultos empregados em 2020 para 4.422 milhões no presente ano. Falando em percentagens, a taxa de emprego dos jovens fixa-se agora em 20,% e dos adultos em 66,1%.


Artigos relacionados
Comentários
Loading...