Portugal é o quinto país da UE com mais mulheres na ciência e engenharia

Em 2018, quatro Estados-Membros da UE tinham na sua maioria mulheres nas áreas da ciência e engenharia: Lituânia, com 57%, Bulgária e Letónia com 52% e Dinamarca com 51%, de acordo com dados publicados esta segunda-feira pelo Eurostat.

Portugal era o quinto país da UE com uma maior percentagem de mulheres cientistas e engenheiras em 2018, correspondendo a 50%, logo atrás da Dinamarca. Falando em números, o nosso país tinha no seu total cerca de 393 mil cientistas e engenheiros, cuja maioria eram homens, mas por uma margem mínima: 196,7 mil homens contra 195,9 mil mulheres.

As percentagens mais baixas de mulheres cientistas e engenheiras em 2018 registavam-se na Finlândia com 29%, na Hungria com 30%, no Luxemburgo com 31% e na Alemanha com 33%.

Os mesmos dados mostram que dos cerca de 15 milhões de cientistas e engenheiros da UE, 59% eram homens e 41% mulheres.

Os cientistas e engenheiros do sexo masculino representavam em 2018 uma maioria na manufactura, com uma percentagem correspondente a 79%, contra 21% do sexo feminino. Já no sector de serviços, a proporção de género mostrava-se mais equilibrada, com 54% dos homens contra 46% das mulheres.



Comentários
Loading...