Portugal bem posicionado para liderar aprovação do PRR pela Comissão Europeia

Os Planos de Recuperação e Resiliência (PRR) de Portugal e Espanha deverão ser aprovados na próxima semana pela Comissão Europeia, que irá “premiar” os dois países pela forma como prepararam as suas propostas, financiando-os em primeiro lugar face aos outros Estados-membros, segundo informação avançada pelo El País, entretanto confirmada por fontes diplomáticas ao Jornal de Negócios.

Segundo fontes próximas do processo, tem sido mais clara, nos últimos dias, a intenção de Bruxelas em destacar o esforço de Portugal na elaboração atempada do documento, tendo sido o primeiro país a entregar o PRR.

Apesar de a última palavra ser da presidência da Comissão Europeia, os contactos realizados têm dado confiança a Portugal de que será um dos beneficiados na primeira vaga.

António Costa estará na próxima segunda-feira em Bruxelas, enquanto presidente rotativo do Conselho da UE, para participar na assinatura da regulamentação do novo certificado digital covid-19, depois de o Parlamento Europeu ter aprovado a adoção deste mecanismo. Nesse mesmo dia, o primeiro-ministro irá igualmente participar na primeira cimeira de líderes da NATO com Joe Biden. Ao que tudo indica, estando na capital belga,, o chefe do Executivo português poderá também encetar contactos quanto à aprovação do PRR.

O anúncio da Comissão Europeia sobre os primeiros países a financiar no âmbito do “Next Generation EU” deverá, por isso, ocorrer a partir do meio da semana.

Em declarações ao Jornal de Negócios, o comissário para a Economia Paolo Gentiloni já tinha reconhecido que Portugal deveria integrar a lista dos primeiros países a terem aval ao PRR. “O princípio é que os primeiros vêm primeiro”, explicou. “Não somos obrigados a seguir a fila, mas claro que os planos submetidos primeiro serão, pelo menos para a nossa proposta de implementação, considerados primeiro.”

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...