Polónia retira Portugal da “lista negra” de países com restrições aéreas

A Polónia retirou Portugal da lista dos países relativamente aos quais mantém
restrições de voos diretos, avança o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) em comunicado.

O país da Europa Central junta-se assim à Grécia, à República Checa, à
Hungria, a Malta, à Roménia, à Bélgica, aos Países Baixos, à Dinamarca e ao
Chipre no levantamento total ou parcial de restrições à mobilidade de
passageiros oriundos de Portugal.

O ministério liderado por Augusto Santos Silva considera que a decisão corrobora “o reconhecimento da transparência da informação fornecida” por Portugal relativamente à evolução da situação epidemiológica”.

Na nota hoje divulgada é referido que o levantamento das restrições resulta igualmente “da evidência da capacidade de resposta do nosso Serviço Nacional de Saúde, que em nenhum momento deixou de garantir acompanhamento às pessoas infetadas com covid-19”.

“Reconhecem também a evolução positiva da situação epidemiológica em Portugal, nomeadamente a capacidade para testar em larga escala, detetar os casos positivos, controlar a sua transmissão e tratá-los da forma mais adequada”, acentua o gabinete do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, no mesmo comunicado.

A pandemia do novo coronavírus causou pelo menos 743.199 mortos em todo o mundo desde o aparecimento da doença na China, em dezembro, segundo o balanço hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa) da agência France-Presse.

Mais de 20.382.260 casos foram diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, dos quais 12.347.300 foram considerados curados.

Os Estados Unidos são o país mais afetado tanto em número de mortos como de casos, seguido pelo Brasil, México, Reino Unido e Índia.

Portugal, de acordo com o último relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS), contabiliza 1.764 mortos associados à covid-19 em 53.223 casos confirmados de infeção.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...