Polónia anula multa de 6.200 milhões de euros da Gazprom pela construção do Nord Stream 2

A Polónia anulou hoje uma multa de 6.200 milhões de euros imposta à russa Gazprom pela UOKiK (Serviço de Proteção da Concorrência e do Consumidor) pela construção do gasoduto Nord Stream 2, que garantiu que vai recorrer da setença.

“Vamos recorrer desta sentença”, afirmou o presidente do UOKiK, Tomasz Chrostny, em comunicado, manifestando surpresa face à decisão.

O UOKiK tinha acusado a Gazprom e outras cinco empresas envolvidas na construção do gasoduto de terem criado uma ‘joint-venture’ (acordo entre empresas para um objetivo comercial comum) sem consentimento.

No entanto, o tribunal concluiu que o projeto não foi implementado por uma ‘joint-venture’, mas por uma subsidiária da Gazprom.

As cinco empresas – Engie Energie, Uniper, OMV, Shell e Wintershall -, receberam uma coima total de 234 milhões de zlotys (cerca de 52 milhões de euros).

Os gasodutos Nord Strem 1 e Nord Stream 2 foram atingidos por explosões no final de setembro.

Na sexta-feira, os responsáveis pela investigação preliminar, realizada na Suécia, garantiram que se tratou de um ato de sabotagem.

O Nord Stream 2 foi construído para duplicar a capacidade de importação de gás russo para a Alemanha.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.