O Juiz Ivo Rosa está a ser fortemente contestado, após a decisão instrutória do processo ‘Marquês’ ter sido anunciada. Em menos de 24 horas, mais de 100 mil pessoas assinaram uma petição que exige “o afastamento do juiz de toda a magistratura”, um número que não para de crescer.

O autor da petição dirige-a ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao Provedor de Justiça e ao presidente do Supremo Tribunal de Justiça e acusa o magistrado de parcialidade e “erros judiciais lesivos ao Estado e à Nação Portuguesa”.

“A conduta do Sr. Juiz Ivo Rosa já foi várias vezes posta em causa por parte do MP, por este sistematicamente violar as Leis, e criticado por Juízes desembargadores sobre decisões tomadas.
Este Sr Juiz foi o que absolveu arguidos no caso do “Gangue do Multibanco”, gangue este que se dedicou ao furto de ATM`s utilizando armas e recursos violentos por parte dos seus arguidos”, escreve o autor da petição, recorrendo a mais exemplos: “mandou arquivar provas válidas, posteriormente confirmadas pelos Senhores desembargadores Simões de Carvalho e Margarida Bacelar, no caso do cidadão Marroquino, Abdesselem Tazi acusado de estar ligado ao terrorismo e recrutamento para o Daesh”.

“Esta petição reflete também o descontentamento dos Cidadãos referente aos sucessivos erros do sistema informático para atribuição de Juiz à Operação Marquês, tendo esta precedido de vícios e a qual merece um sorteio claro sem erros informáticos”,

É por isso que, para o autor e as dezenas de signatários da petição, a conduta de Ivo Rosa é demasiado “dúbia” para ser responsável pelo processo da Operação Marquês: “Este processo exige o total esclarecimento e condenação, se ficar provado, de todos aqueles que lesaram Portugal e os portugueses”, sublinham.

Recorde-se que, esta sexta-feira, Ivo Rosa fez cair as acusações de corrupção de José Sócrates e de outros arguidos, ou seja, o antigo primeiro-ministro vai responder apenas seis dos 31 crimes de que estava acusado.