“Pesadelo” do Brexit: Empresas da UE ameaçam deixar de exportar produtos para o Reino Unido

Várias empresas da União Europeia (UE) estão a ameaçar deixar de exportar produtos para o Reino Unido, devido às novas regulamentações impostas pelo acordo comercial firmado entre os britânicos e o bloco, avança o ‘Express’.

Representantes do setor de alimentos britânico alertaram para o “pesadelo” da nova burocracia e das regras que entraram em vigor no âmbito do acordo comercial. Karin Goodburn, diretora-geral da associação ‘Chilled Food Association’, avisou que, com as novas regras, as entidades europeias vão deixar de querer fornecer produtos para o Reino Unido.

“Quando começarmos a aplicar os controlos de importação de produtos que chegam ao Reino Unido (vindos de países do bloco), acho que os nossos vizinhos continentais não vão querer colaborar connosco”, afirmou. “Uma associação belga já me disse que alguns dos seus principais membros não vão mais enviar alimentos para cá”, acrescentou.

Por sua vez, Nick Allen, diretor da ‘British Meat Processors Associations’, reiterou que os novos acordos comerciais criaram um “sistema monstruoso” que afeta duramente as empresas de menor dimensão. Segundo o responsável, “as exportações de carne estão entre 70% e 75% abaixo dos níveis anteriores”.

“Os obstáculos de exportação que enfrentamos agora estão à vista e não vão desaparecer”, alertou. “Precisamos que o governo se comprometa urgentemente com a indústria e a UE para encontrar soluções duradouras”, acrescentou.

Estes alertas surgem poucos dias depois de o Conselho Europeu ter aprovado o Acordo de Comércio e Cooperação com o Reino Unido, numa votação esmagadora. Com as formalidades finais agora concluídas, o futuro pacto de relacionamento firmado na véspera de Natal do ano passado entrará em vigor este sábado, dia 1 de maio.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.