Pandemia levou a acentuada redução de passageiros no 1.º trimestre do ano

O Instituto Nacional de Estatística (INE) registou uma acentuação da redução de passageiros nos vários meios de transporte no primeiro trimestre de 2021, em termos homólogos, devido ao agravamento da pandemia no início do ano.

Os aeroportos nacionais movimentaram 1,5 milhões de passageiros, o que correspondeu a uma variação de -84,4%1
(-76,6% no 4ºT 2020), é referido na nota divulgada esta segunda-feira pelo INE.

Também no transporte de passageiros por comboio e por metropolitano acentuaram-se os decréscimos registados
anteriormente (-51,4% e -65,6% face a -42,3% e -54,7% no 4ºT 2020), com totais respetivos de 18,9 e de 20,3 milhões
de passageiros movimentados.

O transporte por via fluvial sofreu uma quebra de 58,8% (-48,4% no 4ºT 2020), atingindo 1,8 milhões
de passageiros.

O transporte de mercadorias por via aérea e ferroviária registou decréscimos menos acentuados
comparativamente com o trimestre anterior: -21,7% no transporte aéreo (-26,1% no 4ºT 2020) e -2,4% no
transporte por ferrovia (-3,3% no 4ºT 2020).

Por via marítima registou-se uma diminuição mais acentuada (-3,6%; -2,4% no
4ºT 2020) enquanto por rodovia se registou um aumento (+8,3%; -11,8% no 4ºT 2020).

Ler Mais


Comentários
Loading...