Pais de vítima do Meco não desculpam Estado: «Não utilizou tudo aquilo que tinha ao seu alcance»

António Soares e Fernanda Cristóvão, pais de Catarina Soares, uma das vítimas mortais do Meco, condenam o Estado português por investigação «ineficaz» no caso Meco.

«Dá-nos algum alento para o processo que vai decorrer a seguir», disse o pai de Catarina à “CMTV”. Já Fernanda Cristóvão referiu que não tem «capacidade para desculpar o Estado» e que as «desculpas não se pedem». Esta mãe diz que o Estado não utilizou tudo aquilo que tinha ao seu alcance durante a investigação.

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 13 mil euros a José Carlos Soares Campos, pai de Tiago Santos, uma das seis vítimas da tragédia do Meco. O jovem de 21 anos morreu durante uma praxe.

«Teve de ser o Tribunal Europeu, uma pessoa independente a decidir e a dar-nos razão naquilo que pedíamos até aqui», destacou o pai de Tiago, que acrescenta que «fica a faltar muita coisa».

Ainda assim, considera que «falta apurar a verdade do que se passou naquela noite» pela boca de quem sobreviveu à tragédia, referindo-se a João Gouveia. «Há três anos que estamos à espera dos processos cíveis», acusa, sublinhando que «os pais não conseguem fazer o luto». 
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
O segredo para um anúncio de sucesso com 6 segundos é…
Automonitor
Hyundai Kauai bate recorde do GUINESS… na Índia