Ouro ganha força: Esforços dos Bancos Centrais para combater a inflação dão ímpeto a ativos de refúgio tradicionais

O ouro está a começar a semana à frente, com preços acima de 1.660 dólares. O metal precioso está a encontrar apoio no meio de um clima de incerteza global que aumenta o seu apelo de refúgio. À medida que a inflação força os bancos centrais a aumentar as taxas de juros, embora o crescimento permaneça estagnado, as preocupações económicas contínuas estão a pesar no sentimento dos investidores, levando a uma queda no apetite ao risco, que beneficia ativos de refúgio tradicionais, como o ouro. O dólar americano também ajudou; este caiu dos máximos dos últimos 20 anos, alcançados na semana passada, o que criou uma vantagem para o ouro, devido à correlação de preços invertida entre os dois ativos. No entanto, apesar dos ganhos de hoje, o caminho para o preço do ouro permanece incerto. Espera-se que os bancos centrais continuem a aumentar as taxas, numa dinâmica que provavelmente elevará os rendimentos dos títulos e penalizará o metal precioso, que não rende.

Ricardo Evangelista
Diretor executivo da ActivTrades Europe S.A




loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.