Os portugueses (certos) a influenciar pelo mundo

É mais do que uma rede de networking mundial de portugueses influentes na economia, ciências, cultura e cidadania. O Conselho da Diáspora Portuguesa é reconhecido como um instrumento relevante para o País.

Texto de TitiAna Amorim Barroso

Cinco milhões de portugueses e lusodescendentes estão espalhados pelo Mundo. Isto representa 50% dos cidadãos em Portugal, número desproporcional à média da diáspora mundial, de apenas 3%. Tudo começou com o Conselho de Globalização, em 2006. Na altura, convidava-se CEOs das grandes multinacionais do mundo, desde a IBM, Toyota, City Banks, para virem a Portugal discutir temas da actualidade, à porta fechada.

Em 2012, sentiu-se que o conceito podia estar a criar “anticorpos”, uma vez que era composto só por estrangeiros. Foi decidido «convidar apenas CEOs lusófonos e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa de empresas não portuguesas. Correu bem e criámos o Conselho da Diáspora Portuguesa», conta Filipe de Botton, presidente da Direcção do Conselho da Diáspora Portuguesa (CDP).

Leia este artigo na íntegra na edição de Abril de 2019 da Executive Digest.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.