pub

OMS alerta: Houve mais casos nas últimas 4 semanas do que nos primeiros 6 meses da pandemia

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, advertiu, numa conferência de imprensa esta sexta-feira, que ocorreram mais casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas quatro semanas do que nos primeiros seis meses da pandemia.

O responsável sublinhou ainda que tanto a Europa como os Estados Unidos estão a assistir a uma saturação nos hospitais e unidades de cuidados intensivos (UCI) devido ao crescente número de casos, e insistiu na necessidade de os países promoverem todos os instrumentos disponíveis para combater o vírus.

“Houve boas notícias esta semana sobre os ensaios das vacinas contra a covid-19, o que continua a dar-nos esperança que a pandemia terá um fim. Ao mesmo tempo, devemos continuar a utilizar as ferramentas que temos para interromper as cadeias de transmissão e salvar vidas agora”, disse o responsável, citado pela EuropaPress.

O diretor-geral da OMS advertiu ainda que a pandemia é um “claro lembrete” da “relação íntima” entre os seres humanos, os animais e o planeta. “Não podemos proteger e promover a saúde humana sem prestarmos atenção à saúde dos animais e à saúde do nosso ambiente”, sublinhou.

A OMS também advertiu que a Europa devia preparar-se para seis meses “duros”, enquanto luta contra a segunda vaga da covid-19. Segundo o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge, mais de 29.000 mortes por Covid-19 foram registadas em todo o continente na semana passada, acrescentando que os confinamentos estavam a ajudar a diminuir o número de novos casos.

Desde o início da pandemia, a Europa registou mais de 15 milhões de infeções e mais de 354 mil óbitos.

Esta sexta-feira foi ultrapassada a barreira global dos 57 milhões de casos, de acordo com os dados oficiais da Universidade Johns Hopkins. Existem atualmente 57.079.576 infeções em cerca de 191 países e territórios e registaram-se também 1.363.391 vítimas mortais devido à covid-19.

Os Estados Unidos, o Brasil e a Índia continuam a ser os países mais afetados pela pandemia, tanto a nível de casos como óbitos.

Os novos casos da Covid-19 ainda estão a aumentar em 67 países do mundo e há 43 que estão perto do pico de infeção, de acordo com o rastreador global da agência Reuters.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...