“Oligarcas russos” deviam ajudar na reconstrução da Ucrânia, diz Primeiro-Ministro Denys Shmygal

Tendo em conta que o custo de reconstrução da Ucrânia, após a invasão russa a 24 de fevereiro, pode chegar aos 750 mil milhões de dólares (cerca de 720 mil milhões de euros), os oligarcas russos deveriam ajudar no financiamento dessa reconstrução, disse o primeiro-ministro ucraniano.

“Acreditamos que a principal fonte de recuperação deveriam ser os bens confiscados da Rússia e dos oligarcas russos”, disse Denys Shmygal, numa conferência em Lugano, citado pela ‘Reuters’. O governante estima que os ativos russos congelados tenham um valor no intervalo de 300 a 500 mil milhões de dólares (cerca de 287 a 479 mil milhões de euros).

“As autoridades russas desencadearam esta guerra sangrenta. Causaram esta destruição maciça e deveriam ser responsabilizadas”, acrescenta.

Após estas declarações, a ministra dos Negócios Estrangeiros britânica, Liz Truss, corroborou a opinião de Shmygal, ao dizer que a Rússia devia ser responsabilizada pela “terrível guerra” que criou, uma vez que Kiev precisa de ajuda na reconstrução da economia.

“Estamos a analisar opções para a utilização dos bens russos”, disse Truss à agência de notícias, depois da conferência. “Ao mesmo tempo, estamos a fazer o que podemos para que a economia ucraniana recomece – tirar os cereais de Odesa, assegurando que estamos a apoiar o avanço da indústria e dos negócios ucranianos.”

A responsável britânica assegurou ainda que o seguro de transporte marítimo e o armamento adequado para proteger os portos exportadores de cereais estão a ser analisados.

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, também esteve presente na conferência que teve como tema a recuperação da Ucrânia e disse que a UE iria estabelecer uma plataforma de gestão de esforços de reconstrução, assim como de cimentação do estatuto da Ucrânia como candidato à adesão à UE, mapeando as necessidades de investimento do país e canalizando recursos.

“Desde o início da guerra, a União Europeia mobilizou cerca de 6,2 mil milhões de euros em apoio financeiro”, disse, assegurando que “mais virão” pois houve um envolvimento “na reconstrução a médio e longo prazo”.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.