OLI investe 10 milhões de euros para ampliar fábrica de Aveiro

A OLI, produtora de autoclismos, anunciou hoje um investimento de 10 milhões de euros na ampliação do seu complexo industrial em Aveiro, para permitir a automatização logística.

A construção de um novo edifício, com uma área de sete mil metros quadrados, já teve início, segundo revela a empresa, e deverá estar concluída em agosto de 2022.

A nova unidade destina-se a servir de “armazém inteligente”, com capacidade para armazenar 6.200 paletes e perto de 500 mil produtos embalados.

“Com este investimento, a OLI obtém uma capacidade de armazenagem quatro vezes superior e assegura uma expedição mais rápida, graças à integração de cinco novos cais de carga”, adianta fonte empresarial.

Com mais esta ampliação, a décima na sua história, a OLI passa a ter uma área total de 40.739 metros quadrados, permitindo-lhe “aumentar a eficiência do processo de operacionalização da cadeia de distribuição e abastecimento e, consequentemente, a competitividade no mercado internacional”.

A obra traduz, segundo a empresa, “a aposta da OLI na sustentabilidade energética, incluindo fachadas e coberturas revestidas com painéis fotovoltaicos que asseguram a autossuficiência energética do edifício”.

“Ao dotarmos o complexo de Aveiro com um armazém inteligente de infraestrutura automatizada coloca a empresa na vanguarda industrial no que à capacidade logística diz respeito”, afirma o administrador António Ricardo Oliveira.

“Sendo Aveiro um ‘hub’ para o negócio internacional da OLI, este investimento na ampliação torna-nos mais robustos na cadeia de abastecimento, e isso responde aos objetivos estratégicos da empresa, abrindo claramente portas à capacidade para acomodar novas oportunidades de negócio que surgem em diferentes latitudes”, acrescenta.

No primeiro semestre do ano, a empresa registou o melhor resultado de sempre ao alcançar um volume de vendas de 36 milhões de euros, um aumento de 25% face ao resultado obtido em igual período do ano passado.

A OLI estima encerrar o ano de 2021 com um volume de negócios de cerca de 70 milhões de euros, o que traduzirá um aumento de 15% face a 2020.

 A empresa integra 426 colaboradores em Portugal, sendo a fábrica de Aveiro, que trabalha ininterruptamente 24 horas por dia, responsável pela produção anual de dois milhões de autoclismos e 2,8 milhões mecanismos.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.