O que devem fazer os líderes para recuperar o equilíbrio numa era híbrida?

A pandemia de Covid-19 veio alterar totalmente o paradigma do trabalho, e veio também testar a flexibilidade e capacidade de adaptação dos líderes e das organizações.

Os líderes devem adotar um conjunto de medidas para recordar que as pessoas podem trabalhar de forma flexível, sem sentirem a necessidade de trabalhar a toda a hora, sublinha a Microsoft, deixando algumas dicas.

Para a gigante tecnológica os líderes devem, por exemplo, incentivar os organizadores de reuniões virtuais a gravar as sessões para que possam posteriormente ser assistidas por quem não esteve presente, devem deixar claro aos colaboradores de que não necessitam de monitorizar o e-mail e conversas chat fora do horário de trabalho, devem incentivar os colaboradores a criar tempo no calendário para trabalho focado ou blocos sem reuniões,

Paralelamente, sugere que os líderes devem incentivar os colaboradores a comunicar a sua disponibilidade e expetativas, a testar dias sem reuniões ou ainda a ter conversas frequentes com a equipa, procurando pontos de vista diferentes e contruindo empatia.

É importante que os líderes modelem a cultura que a organização tenta fomentar, aproveitando ferramentas, como por exemplo o “timeboxing” que permite equilibrar o trabalho com o bem-estar.

Os líderes devem incutir os seguintes aspetos: Aceitar que é impossível fazer tudo o que queremos; dividir a vida entre três a cinco áreas nas quais quer investir o seu tempo (por exemplo, família, comunidade, saúde/estar, descanso e trabalho); estimar quanto tempo por semana está disposto a alocar a cada área e distribuí-lo num horário semanal; cumprir esse horário rigorosamente; saber quando fazer exceções, mas não permitir que essas exceções se tornem a norma.

“A definição de prioridades é uma das melhores formas dos colaboradores terem os seus calendários sob controlo. Recentrar-se no trabalho que mais importa – e dizer não às coisas menos importantes – começa com a garantia de que as pessoas e equipas compreendem os objetivos empresariais mais amplos e de como o seu trabalho permite atingir esses objetivos”, explica a Microsoft, acrescentando que a adoção de um quadro de definição de objetivos pode ajudar os colaboradores e equipas a compreender os objetivos mais amplos da sua organização.

Os líderes devem também definir as novas normas e melhores práticas, bem como revisitá-las à medida que aprende mais, pois só assim as pessoas serão capazes de otimizar a forma como investem o seu tempo com maior eficiência.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.