O custo da poluição já aumentou 50% este ano (e não vai ficar por aqui)

O mercado europeu de licenças de carbono, o maior do globo, ultrapassou hoje pela primeira vez os 50 euros por tonelada. O custo da poluição na Europa já aumentou mais de 50% este ano, de acordo com a Bloomberg Green.

Este ano, embora o início das vendas de licenças tenha sido adiado, o primeiro trimestre já rendeu 5,7 mil milhões de euros aos cofres dos 27 Governos. Só em 2020, a receita do leilão de licenças de carbono saltou para quase 21 mil milhões de euros, em comparação com 3 mil milhões de euros contabilizados em 2013.

Para Ulf Ek, diretor de investimentos do London Northlander Commodity Advisors, tudo indica que o mercado vai conseguir chegar aos 75 euros por tonelada até o final do ano.

Embora a indústria, em especial o setor da siderurgia, expresse as suas preocupações sobre estes valores, dado que podem afetar e em muito a sua posição concorrencial face às empresas adversárias fora do bloco europeu, os 27 Executivos nacionais mantém-se calados, dada a mais-valia deste preço para os cofres nacionais, esvaziados pela crise gerada pela pandemia.

“Os nossos concorrentes fora da UE não têm estas restrições, se continuarmos assim vai ser difícil investir em novas tecnologias baixas em carbono”, alertou o porta-voz da Associação Europeia da Indústria Siderúrgica Eurofer, Charles de Lusignan.


Artigos relacionados
Comentários
Loading...