Novo regime de IVA para encomendas de fora da UE está a deixar CTT sem mãos a medir

O novo regime de IVA para encomendas de fora da União Europeia, que entrou em vigor no dia 1 de julho e que já abrange todas as compras cujo preço está abaixo dos 22 euros,  está a provocar atrasos nas entregas nos CTT, sobretudo desde o início do mês com o fim da isenção do imposto, apurou o Correio da Manhã.

“O atual processo de desalfandegamento assenta unicamente num portal definido para o efeito”, esclarece ao CM fonte oficial dos CTT, confirmando a transferência do serviço e o fim do atendimento presencial. Ou seja, todo o processo é feito online, mediante registo no portal, envio de documentos da encomenda em pdf e emissão de guia de pagamento do imposto, como explica o mesmo jornal.

“Mas o portal nem sempre funciona, atrasando não só o processo de desalfandegamento, mediante o pagamento do imposto, como o próprio seguimento da encomenda (tracking). “A encomenda não aparece” é a queixa mais frequente dos consumidores”, acrescenta a publicação do grupo Cofina.

Os CTT garantem que estão a fazer de tudo para combater este problema, mas sublinham que o mesmo envolve “uma adaptação com uma elevada dimensão e de um processo complexo”.

A partir de dia 1 de julho, terminou a isenção do IVA, pelo que todas as mercadorias importadas para a União Europeia passaram a estar sujeitas a IVA, independentemente do seu valor (e não apenas as compras com preço superior a 22 euros, como verificado anteriormente).



Comentários
Loading...