Novo CEO da Boeing: «A empresa pode ser muito melhor»

David Calhoun chega à cadeira de CEO da Boeing numa altura em que a fabricante de aviões se vê a braços com uma crise de reputação (e não só) – em parte, devido às duas aeronaves do modelo 737 Max que se despenharam em apenas cinco meses e que resultaram na morte de 346 pessoas. À frente da Boeing apenas desde ontem, o profissional já afirmou que a empresa «pode ser muito melhor».

Num email enviado aos colaboradores, divulgado pela Reuters, o novo CEO diz ver «oportunidades para ser melhor. Muito melhor». E que isso implica envolver os stakeholders através de maior transparência e responsabilização, apontando aos mais elevados padrões de qualidade e segurança.

Segundo adianta a mesma agência noticiosa, David Calhoun já é veterano na administração da Boeing, tendo sido nomeado chairman em Outubro do ano passado. Meses mais tarde, em Dezembro, foi escolhido para suceder a Dennis Muilenburg na liderança da companhia.

Para a saída de Dennis Muilenburg terão pesado factores como a relação sinuosa com o reguladores e a suspensão de voos operados a partir dos aviões Max. Deixar em terra todos os aviões deste modelo representa um custo estimado de mais de nove mil milhões de dólares (cerca de oito mil milhões de euros) até à data.

pub

Comentários
Loading...