Taxa de emprego na UE sobe para 75,7% no 1.º trimestre e Portugal acima da média

A taxa de emprego na União Europeia (UE) avançou ligeiramente para os 75,7%, no primeiro trimestre, com Portugal, com 78,2%, em 12.º lugar e acima da média segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

De acordo com os dados do serviço estatístico europeu, a taxa de emprego avançou 0,6 pontos percentuais (pp) na variação homóloga (75,1% no primeiro trimestre de 2023) e 0,2 na comparação com os últimos três meses de 2023 (75,3%), para as pessoas entre os 20 e os 64 anos.

Entre janeiro e março, havia 197,3 milhões de pessoas empregadas na UE.

Os Países Baixos (83,4%), Malta e Suécia (82,4% cada) e a República Checa (81,7%) apresentaram as maiores taxas de emprego, tendo as menores sido observadas em Itália (66,8%), na Grécia (68,8%) e Roménia (69,4%).

No primeiro trimestre, a taxa de emprego em Portugal foi de 78,2%, face aos 77,6% do período homólogo e aos 78,4% do último trimestre de 2023, o que coloca o país no 12.º lugar entre os 27 Estados-membros e acida da média da UE.