Costa favorito para Conselho Europeu? “Até agora é essa a nossa perceção”

O ministro dos Negócios Estrangeiros considerou hoje que a decisão de escolher António Costa para o Conselho Europeu continua bem encaminhada, mas advertiu que é preciso continuar a trabalhar até à reunião desta semana.

“Faz hoje oito dias que foi o Conselho [Europeu] informal e nesse Conselho informal o primeiro-ministro fez uma declaração à noite. Essa é a declaração que continua a valer”, disse Paulo Rangel aos jornalistas, no âmbito de uma reunião ministerial, no Luxemburgo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros acrescentou que o nome do ex-primeiro-ministro, António Costa, para presidente do Conselho Europeu continua bem encaminhado: “Até agora é essa a nossa perceção”, declarou.

“Como sabem, eu defendo sempre que a decisão é do Conselho [Europeu]. Temos de trabalhar todos até lá”, completou, aludindo à cimeira de quinta e sexta-feira, onde é expectável que haja uma decisão sobre a escolha dos principais cargos para as instituições europeias, apelidados no jargão de Bruxelas como os “top Jobs” [cargos de topo].