Ataques russos “mais poderosos” à Ucrânia estão iminentes, alerta Zelensky

A Rússia vai lançar brevemente ataques “mais poderosos” contra a Ucrânia, alertou este fim de semana o presidente Volodymyr Zelensky. “À medida que se aproxima o inverno, haverá mais tentativas russas de tornar os ataques mais poderosos”, explicou. “É crucial que todos nós na Ucrânia sejamos 100 por cento eficazes”, acrescentou. “Apesar de todas as dificuldades. Apesar de todo o cansaço. Apesar de qualquer tentativa de enfraquecer a Ucrânia.”

Desde o início da ofensiva do Kremlin, em fevereiro de 2022, Moscovo tem mantido uma campanha de ataques com mísseis, drones e artilharia contra a Ucrânia: durante o inverno desse ano, a Rússia teve por alvo a infraestrutura energética de Kiev – uma tática que deverá repetir-se nas próximas semanas.

“Nos últimos meses, a Rússia tem utilizado os seus mísseis com moderação e deve ter acumulado um stock decente deles”, salientou Frederik Mertens, analista estratégico do Centro de Estudos Estratégicos de Haia, em declarações à revista ‘Newsweek’. “O seu alvo mais lógico seria a infraestrutura energética ucraniana e o momento mais lógico quando ela for mais necessária.”

No passado dia 12, Zelensky alertou os cidadãos ucranianos que deveriam estar preparados “para o facto de o inimigo poder aumentar o número de ataques de drones ou mísseis contra a nossa infraestrutura”. “Na Ucrânia, toda a atenção deveria estar voltada para a defesa”, salientou Zelensky, reiterando a importância dos sistemas de defesa aérea no país. O líder ucraniano já prometeu anteriormente que Kiev não só se defenderá dos ataques, mas também “responderá”.

Kiev já alertou que Moscovo tinha armazenado cerca de 800 mísseis na península da Crimeia: as forças russas acumularam mísseis de cruzeiro Kalibr lançados do mar e de mísseis de cruzeiro antinavio Onyx na Crimeia, detalhou Natalia Humeniuk, porta-voz das forças do sul da Ucrânia. A Rússia está “claramente a acumular o seu potencial de mísseis”, precisou.

Este domingo, o Estado-Maior da Ucrânia disse ter intercetado uma barragem de drones estratégicos lançados pela Rússia durante a noite. Os sistemas de defesa aérea de Kiev destruíram 15 dos 20 drones Shahed projetados pelo Irão e usados por Moscovo, disse o Estado-Maior.

Ler Mais



pub
a carregar...

Comentários
Loading...